O que é acupuntura?

Acupuntura e teorias de base

Um dos mais antigos métodos terapêuticos chinês, Chen Chui ou Acupuntura, como é conhecida no Ocidente, se baseia na estimulação com agulha (Chen), ou com fogo (Chui) de determinados pontos  localizados nos meridianos energéticos que atravessam o corpo humano.

O terapeuta trabalha esse fluxo de energia vital através da estimulação desses pontos, que pode também ser feita através de pressão ou calor , a fim de equilibra-lo,  restaurar e manter a saúde.

De acordo com Yamamura, 2003, a acupuntura foi idealizada dentro do contexto global da filosofia do Tao e das concepções filosóficas que nortearam a Medicina Tradicional Chinesa. A concepção dos Canais de Energia e dos pontos de acupuntura, o diagnóstico energético e o tratamento baseiam-se nos preceitos do Yang e do Yin, dos Cinco Movimentos, da Energia (Qi) e do Sangue (Xue).

Os pilares da medicina chinesa são baseados principalmente na teoria do yin/yang. Basicamente são “forças” opostas que constituem tudo. As características básicas do yang são relacionadas à energia, movimento, expansão, fogo, altura, dia, luminosidade, calor, maior atividade, enquanto as do yin são: matéria, repouso, gelo, frio, escuridão, ausência de atividade, profundo e etc.

Assim, uma pessoa é mais Yang se for alta, falar bastante, gostar do verão e for ativa. Outra é mais Yin se for mais recatada, tímida, pouco falante e gostar mais do inverno. Uma doença será mais Yang se causa febre alta, agitação, piora com o calor, causa “inchaços”, vermelhidão, coceiras e etc. Outra doença será mais Yin se não causar febre (ou febre baixa), deixar a pessoa prostrada, sem fome, sem vontade, piora com o frio e emagrecida.

Para condição de doença, o ser humano é afetado por “energias perversas” que alteram o fluxo energético dos meridianos, produzindo assim as alterações orgânicas funcionais patológicas (doentes).  Estas energias perversas podem ser um vento, o frio, o calor, as bactérias, vírus, uma trauma físico e emoções como a ansiedade, tristeza, angústia, estresse e etc.

A Energia, dividida em Yin e Yang, é imutável e promove toda a atividade do ser vivo. A acupuntura promove a mobilização, circulação, fortalecimento das energias humanas, e expulsão das Energias Perversas que acometem o indivíduo.

Como funciona a acupuntura?

Mecanismos de ação da acupuntura

Um ponto de Acupuntura é o local onde há entrada e saída de energia (ligação energética, neural e humoral). Representam o mais Exterior da relação Interior – Exterior dos Zang – Fu, que se comunicam com o exterior através dos Canais de Energia, e estes através dos pontos. Os pontos de acupuntura apresentam características bioelétricas próprias, podendo tornar-se dolorosos ou apresentar manifestações funcionais ou orgânicas.     São influenciados pelas Energias (Qi) do ambiente, podem servir de receptor do Qi Celestial e de barreira para o Qi Perverso, assim como via de passagem para o Qi Perverso.

A ponta da agulha gera na sua extremidade pontiaguda um campo eletromagnético de polaridade negativa, e, no cabo, na extremidade oposta, gera polaridade positiva. A alteração da polaridade dos Canais de Energia – Bomba de sódio e potássio e canais iônicos gera um estímulo para condução de Qi nos Canais de Energia. Através de estímulos diversos visa-se a tonificação ou  dispersão energética de acordo com o quadro energético.

Mecanismo Energético: refere-se às concepções milenares e clássicas dos Zang Fu e Canais de Energia, que visam sempre o equilíbrio entre o Yin e o Yang.

Mecanismo Humoral: produção de substâncias do tipo neuro-hormônios e neurotransmissores (cortisol, substância P. bradicina, endorfinas, encefálicos,…) hormônios e neurotransmissores, que são secretados no sangue pela ação da Acupuntura.

Mecanismo Neural: o ponto de Acupuntura é visto com um arranjo estrutural diferente das estruturas adjacentes, com uma maior concentração de terminações nervosas livres e encapsuladas. No momento da inserção da agulha, ocorre uma mudança do potencial elétrico local e lesão tissular. Isso gera um potencial de ação e presença de mastócitos no local. Através do sistema nervoso periférico, essa informação é levada através da medula espinhal até o encéfalo, onde produz uma resposta que é novamente reenviada, produzindo uma ação local ou sistêmica.

Para alguns autores o mecanismo neural é o mais importante por sua relação com o sistema nervoso. Pois a Acupuntura possui ação reduzida nas doenças desmielinizantes , nos bloqueios anestésicos e nas secções de medula espinhal.