Apesar de ainda ser considerada uma terapia alternativa e ser tratada com certo receio por algumas pessoas, a Acupuntura vem a cada dia ganhando espaço entre os tratamentos de diversas patologias. Acredito que esse avanço seja em parte devido aos resultados insatisfatórios ou insuficientes de alguns tratamentos convencionais. Muitos pacientes chegam ao consultório com o relato de já ter passado por diversos médicos, feito vários exames, tomado medicação e não obtiveram melhora de seus sintomas. Muitas vezes, nem o diagnóstico do seu problema (o que para muitos já é suficiente). De maneira nenhuma isso deve ser tomado como regra, já que a Medicina Ocidental tem os seus méritos e excelentes resultados em uma diversa gama de patologias. Contudo, a Medicina Chinesa vai mais fundo no que diz respeito ao tratamento da causa dos sintomas. Trata o paciente de forma global, equilibra seu fluxo de energia no corpo, seda o que está em excesso e tonifica o que está em deficiência. Corpo e mente harmonizados fazem um indivíduo saudável, e é assim que a Acupuntura trata os diversos males sofridos por aqueles que procuram essa terapia.

Por ser um tratamento de natureza essencialmente preventiva, a Acupuntura aumenta determinantemente a resistência do organismo, fortalecendo a sua capacidade intrínseca de se defender das doenças. As observações clínicas e os experimentos científicos confirmam que esse tratamento regula e melhora as funções imunológicas, fortalecendo seu poder de se defender contra qualquer doença. Essa sua particularidade de prevenir doenças a torna de grande valia para a saúde em geral, por diminuir muito o número de doentes e, conseqüentemente os gastos individuais e públicos com a saúde, nos países onde o método já é praticado.

Segue uma lista de doenças e desordens cuja eficácia da Acupuntura está comprovada cientificamente segundo a Organização Mundial de Saúde:

Doenças do Trato Respiratório:
Sinusite aguda; Rinite aguda; resfriado comum; Tonsilite aguda; Afecções bronco-pulmonares; Bronquite aguda; Asma brônquica

Doenças Oftalmológicas:
Conjuntivite aguda; Retinite central; Miopia (em crianças); Cataratas (sem complicações)

Distúrbios da cavidade bucal:
Odontalgias; Dor pós-extração dental; Gengivites; Faringites agudas e crônicas.

Distúrbios Gastrintestinais
Espasmos de esôfaco e cárdia; Soluços; Gastroptose; Gastrite aguda e crônica; Hiperacidez gástrica; Úlcera duodenal crônica; Colites agudas e crônicas; Disenteria bacteriana aguda; Constipação; Diarréia; Íleo paralítico.

Distúrbios Ortopédicos e Neurológicos e Clínica de Dor
Cefaléias; Enxaqueca; Neuralgia do trigêmeo; Paralisia facial; Paralisia Pós-AVC; Neuropatia periférica; Síndrome de Meniere; Disfunção neurogênica da Bexiga Urinária; Enurese noturna; Neuralgia intercostal; Periartrite escápulo umeral; Epicondilite lateral (cotovelo de tenista); Dores Ciáticas; Lombalgias; Artrite Reumatóide; Lúpus Eritematoso Sistêmico; Trigemialgias; Fibromialgia; Distensões Musculares.

Psiquiatria
Distúrbios leves e moderados de Depressão, Angústia, Ansiedade e Insônia

Clínicas Diversas
Labirintite; Prisão de Ventre

Ginecologia
Distúrbios Menstruais; Infertilidade; Dismenorréia; Amenorréia; Metrorragia; Menorragia

Estética
Marcas de expressão; Rugas; Flacidez; Bolsas Sub-Oculares; Suavização de Estrias e Celulites; Enrijecer seios e nádegas.

Outros Benefícios
Aumento da vitalidade e energia.
Redução do estresse e maior relaxamento.
Rejuvenescimento da pele.
Controle do peso.
Livrar-se do fumo, álcool e drogas.
Aumento das funções físicas e atléticas.
Controle de dor.
Regularidade dos batimentos cardíacos e pressão sangüínea.
Estabilização do sistema imunológico